Opera GX não tem pra Linux (mas isso nao faz diferença!)


 Opera GX tem alguns recursos muito interessantes, como o controle GX. Que são uma série de utilitários  com os quais você não precisa fechar programas para obter mais desempenho da máquina direcionando recursos para outro software.
No lugar disso,o GX Control você pode escolher quanta RAM, quanto tempo de CPU e quanta rede o navegador terá disponivel.

Assim, largura de banda, recursos de memória e CPU destinados aos jogos não seriam prejudicados. E você pode pensar ... o Opera GX existe para o Linux ? (Claro que não tem!) Mas tudo bem, fazer esses ajustes no GNU / Linux você não precisa do GX Control, ele se vira com o que tem. O seu terminal !

Vamos lá !

Limite a largura de banda:

Para limitar a largura de banda ou o uso da rede que um processo ou programa faz em seu Linux, também existem várias opções. Um deles é usar o programa trickle, outro é o wonderershaper. Você deve instalar os dois pacotes, pois eles não são pré-instalados nas distros por padrão. Quanto ao uso, você pode escolher um ou outro, como preferir, embora o que o Wondershaper faça é limitar o tráfego de todos os programas ao mesmo tempo por interface de rede ... Aqui estão alguns exemplos de como o gotejamento seria usado para limitar consumo de rede de, por exemplo, Firefox:

1
trickle -d 40 -u 10 firefox

Com esse comando, você está limitando o uso da rede para Firefox a 40 KB / se 10 KB / s de download e upload respectivamente.

Limite os recursos de RAM :

Para limitar a quantidade de RAM no Linux, seja um navegador da web ou o que você quiser, pode usar o nome do próprio programa que deseja limitar. Por exemplo, imagine que você está usando o navegador da web firefox e deseja limitar a RAM a apenas 0.5 GB, ou seja, 500 MB. Para isso, você pode usar o systemd desta maneira fácil:

1
systemd-run --scope -p MemoryLimit=500M firefox

Você poderia até usar cgroups para modificar grupos de processos de uma vez ... 

Limite os recursos da CPU:

Se o que quer é limitar o uso da CPU , então isso vai interessar a você. Para isso existem várias opções, desde usar algumas ferramentas que o systemd oferece, até os famosos renice, cpulimit, stress, etc. Por exemplo, use ps para localizar o processo (e seu PID, por exemplo, suponha que esteja em 8188) correspondente ao programa que você deseja variar. Depois de saber, você pode usar o renice para alterar o uso da CPU. Lembre-se de que os valores aceitos variam de -20 a 19, com os maiores positivos sendo aqueles que consumiriam menos. Se você quisesse dar a ele o valor menos favorável para que ele praticamente não consumisse:

1
renice +19 -p 8188

Alternativamente instalar cpulimit, já que esse pacote não está incluído em sua distro. Depois de instalá-lo, você pode limitar sua cota de uso de CPU a, por exemplo, 25% de uma das seguintes maneiras:

1
2
cpulimit -l 25 -p 8188 &
cpulimit -l 25 firefox &


E sem precisar do Opera!

Espero ter ajudado !

0 Comentários

Red Hat contrata um engenheiro de software cego para melhorar a acessibilidade no desktop Linux

A Red Hat está contratando um engenheiro de software cego para ajudar nos refinamentos de acessibilidade no GNOME, Fedora e RHEL. A acessibilidade em um desktop Linux não é um dos pontos mais fortes a serem destacados. No entanto, o GNOME, um dos melhores ambientes de desktop , conseguiu se sair melhor comparativamente (acho). Em uma postagem no blog de Christian Fredrik Schaller (Diretor de Desktop/Gráficos, Red Hat), ele menciona que eles estão fazendo sérios esforços para melhorar a acessibilidade. Começando com a contratação de Lukas Tyrychtr pela Red Hat , que é um engenheiro de software cego para liderar o esforço para melhorar o Red Hat Enterprise Linux e o Fedora Workstation em termos de acessibilidade. Entre os detaques Estado de acessibilidade no GNOME Enquanto eu mencionei que o GNOME conseguiu ter um suporte de acessibilidade decente no passado, Christian menciona o que aconteceu ao longo dos anos: O primeiro esforço conjunto para oferecer suporte à acessibilidade no Linux