Ativando e usando o adaptador usb2hdmi com MACROSILICON no Retroarch - Linux Mint

Estava à procura de uma placa de captura baratinha para gravar camera com o OBS e jogar com o Retroarch pra usar no Linux e acabei optando pela Macrosilicon (que na sta efigênia custou R$180,00) preço mediano, mas que gerou muita dor de cabeça para ativar (no windows foi bem tranquilo e o vendedor me afirmou que também funciona no OSX)



Tentei por uns 2 meses e nada ativar, mas dai consegui uma solucao que usava pruma antiga placa de captura PCI o V4L ! 

Vamos aos comandos para ativar:

apt-get install v4l-utils ffmpeg

para conferir o status dos dispositivos de video:


v4l2-ctl --list-devices
USB Video: USB Video (usb-0000:00:14.0-2.3):
/dev/video1

ASUS USB2.0 Webcam: ASUS USB2.0 (usb-0000:00:1a.0-1.4):
/dev/video0

conferindo como ficou :

v4l2-ctl --all -d /dev/video1 
Driver Info (not using libv4l2):
Driver name   : uvcvideo
Card type     : USB Video: USB Video
Bus info      : usb-0000:00:14.0-2.3
Driver version: 4.15.18
Capabilities  : 0x84200001
Video Capture
Streaming
Extended Pix Format
Device Capabilities
Device Caps   : 0x04200001
Video Capture
Streaming
Extended Pix Format
Priority: 2
Video input : 0 (Camera 1: ok)
Format Video Capture:
Width/Height      : 720/480
Pixel Format      : 'YUYV'
Field             : None
Bytes per Line    : 1440
Size Image        : 691200
Colorspace        : sRGB
Transfer Function : Default
YCbCr Encoding    : Default
Quantization      : Default
Flags             : 
Crop Capability Video Capture:
Bounds      : Left 0, Top 0, Width 720, Height 480
Default     : Left 0, Top 0, Width 720, Height 480
Pixel Aspect: 1/1
Selection: crop_default, Left 0, Top 0, Width 720, Height 480
Selection: crop_bounds, Left 0, Top 0, Width 720, Height 480
Streaming Parameters Video Capture:
Capabilities     : timeperframe
Frames per second: 30.000 (30/1)
Read buffers     : 0
                     brightness (int)    : min=-128 max=127 step=1 default=-11 value=-11
                       contrast (int)    : min=0 max=255 step=1 default=148 value=148
                     saturation (int)    : min=0 max=255 step=1 default=180 value=180
                            hue (int)    : min=-128 max=127 step=1 default=0 value=0


pra funcionar espetei o raspberry pi 3 na hdmi da placa e executei o comando:

tvtime -d /dev/video1

e voilá ! tudo funcional !













ligando o retroarch !













Boa jogatina ! e demais testes !

PS: nao entrei nos detalhes de quadros por segundo nem calibração de resoluções, mas alterar esses valores é bem simples 

0 Comentários

Zram, um jeito de melhorar a performance em pcs fracos

Como sempre acabo trocando/mudando o sistema do meu HP mini desta vez parti pra algo bem leve, o que seria suficientemente leve ? o LiteLinux. Como esse netbook usa processador de 32 bits a versão atual não funcionaria mais nele, procurando um pouco achei a versão 3 que funcionou. Feita a instalaçao (e aquele processo todo!) faltava definir swap (pq na hora da instalação nao defini nenhuma partição e logo após isso o zram  Se você tem 2 Gb ou menos de espaço na memória RAM, o zRam pode ajudar a melhorar o desempenho do seu sistema. Super fácil de instalar — trata-se de um módulo do kernel que, uma vez ativado, cria blocos de dispositivos baseados na RAM, que funcionam como swap. Dados armazenados neste local são comprimidos na própria memória do sistema. O uso deste módulo ,acaba promovendo uma economia de memória mas, por outro lado, aumenta a carga sobre o processador. NOTA: Você só irá se beneficiar do uso do zRam em aplicações que consumam muita memória e pouco processamento.  O us