Grupo teve acesso ao código do kit 'faça você mesmo' do iPhone


Grupo mostrou imagens de programas rodando sem o certificado da Apple.
Fato põe em dúvida o controle que a empresa esperava obter sobre o kit.

Um grupo de piratas de computador auto-entitulado “iPhone Dev Team” anunciou nesta quinta-feira (12) que conseguiu acessar o código do kit para desenvolvimento de software (SDK, na sigla em inglês) lançado pela Apple para o seu aparelho multifuncional iPhone na semana passada.

Em comunicado, o grupo disse que “decifrou o disco de imagem e acessou os códigos embarcados no iPhone”. Em resumo, isso significa que os piratas encontraram uma maneira de rodar aplicações no aparelho sem o certificado da Apple.

Para mostrar seu trabalho, o grupo mostrou imagens de aplicações sendo usadas na versão de testes - conhecida como Beta – do SDK, que a Apple planeja usar no novo modelo iPhone 2.0, com lançamento previsto para junho.

Sem exclusividade

O grupo informou que, com a quebra do código, conseguiu fazer com que o programa funcionasse com outros provedores de serviço além da AT&T, oficialmente a única credenciada para operar o serviço.

A quebra põe em xeque o pretendido controle da Apple sobre o SDK. A empresa quer que os desenvolvedores independentes submetam a ela seu trabalho, planejando distribuí-lo através de sua loja on-line App Store. A empresa ganharia uma taxa de 30% sobre as revendas desses produtos.

Apelo

A Apple disponibilizou o SDK no último dia 6 para que desenvolvedores independentes possam criar programas para o iPhone, uma medida que visa aumentar o apelo de seu aparelho multifuncional.

"Abrimos alguns de nossos códigos e ferramentas, que usamos internamente para criar aplicativos para o iPhone. Isso significa que desenvolvedores de fora podem criar programas usando as mesmas ferramentas que nós temos", afirmou na ocasião Scott Forstall, vice-presidente de software do iPhone.

0 Comentários

Opera GX não tem pra Linux (mas isso nao faz diferença!)

 Opera GX tem alguns recursos muito interessantes, como  o controle GX . Que são uma série de utilitários  com os quais você não precisa fechar programas para obter mais desempenho da máquina direcionando recursos para outro software. No lugar disso,o GX Control você pode escolher quanta RAM, quanto tempo de CPU e quanta rede o navegador terá disponivel. Assim,  largura de banda, recursos de memória e CPU  destinados aos jogos não seriam prejudicados. E você pode pensar ... o Opera GX existe para o Linux ? (Claro que não tem!) Mas tudo bem, fazer esses ajustes no GNU / Linux você não precisa do GX Control, ele se vira com o que tem. O seu terminal ! Vamos lá ! Limite a largura de banda: Para limitar a largura de banda ou o uso da rede que um processo ou programa faz em seu Linux, também existem várias opções. Um deles é usar o programa trickle, outro é o wonderershaper. Você deve instalar os dois pacotes, pois eles não são pré-instalados nas distros por padrão. Quanto ao uso, você pode