BeOS (ou HaikuOS) ... que dor de cabeça ... ou até que não ...

Oi ! 

Quem me conhece sabe que sempre fui fã de conhecer sistemas operacionais, eu era aquele chato que só falava em linux e muitos dos meus amigos de faculdade ficavam sem entender ... era linux pra isso, que era fácil compilar pra rodar no linux, que tinha solução pra determinada coisa feita em linux ...
e por ai seguia a vida ... era final do século, e muita coisa iria rolar ainda ...

Mas se tem uma coisa que sempre gostei de fazer era testar sistemas operacionais diferentes, desde o QNX (que hj bomba em dispositivos embarcados e pouca gente sabe) a ralar meses pra fazer um hackintosh no menor computador possivel (na epoca foi num HP mini 110 1025-DX) ... alem de coisas diferentes que saiam muito da bolha windows, mac, linux do dia a dia... e nessas que conheci o BeOS ... 


naquela epoca (inicio dos anos 2000) er tudo mais dificil e complicado (conexão ruim, faltava documentação, falta de interesse de outras pessoas (o que chamam hoje de grupo de discussão) sobre o sistema ... era um sistema que prometia muita coisa e pouco fez... Obra do Jean-Louis Gassée  



Um cara que trabalhou na apple e um dia resolveu que iria fazer um computador melhor que os apple (embora nao concorde com isso até hj... nao com os BeBoxes e sim com apple ser tao superior assim ...)

Enfim ... a vida foi seguindo, vários sabores de linux foram surgindo pelo caminho, processadores arm (RaspberryPi) tb ... e um belo dia eu resolvo tirar aquele mesmo hpmini guardado e dar uma vida extra pra ele ...

e não é que o bichinho funciona que é uma belezinha ? 

Com um processador Atom de 1.6 dual (Uau !) nao se pode imaginar que ele faça algo impressionante, mas depois que troquei o hd dele por um SSD não é que ele deu um respiro digno dessa década ?

Roda windows 7 atualmente (mas ja em testes rodou o 10) e foi super de boa com seus 2 GB de RAM hehehe estranho falar esses valores hj em dia ...

mas hj em dia esse pequeno gigante roda sem engasgos (hj em dia dez/21)  3 sistemas sem ter nenhum problema (exceto as limitações por ser 32 bits) sao eles o Win7, o ZorinOS (um ubuntu based que lança distros especificas pra computadores antigos) e o HaikuOS (esse sim o antigo BeOS) que me tras lembranças do fim do seculo passado ...


mas bora la ... instalar windows e linux nao teve misterio algum, setar o bootloader que foi um parto entre eles ...

pq entre idas e vindas o windows ficava la no seu canto e a cada tentativa de instalacao de sistema, ou eu ferrava com o linux ou ferrava com o Haiku. Solução ? ter um bootloader (no caso o bootman) pra chamar windows, haiku e o grub (esse ultimo chamando o Zorin e outra vez o windows, não me questione o pq fiz isso, apenas me pareceu o mais pratico naquela hora!) heheheh


se você chegou até aqui ! valeu mesmo ! 
pq só agora que irei falar do HaikuOS ...



e meu caro ... como é rapida a nova versão dele ... carrega em segundos (tudo bem tem um SSD no hpmini, mas era algo nem sequer sonhado pela equipe de desenvolvimento dele...
o visual é clean, minimalista (do jeito que queriam que fosse mesmo), tem a maioria de programas na "loja" de aplicacoes dele, nao espere muito mas funciona .... a pior parte (e que estou até agora apanhando é o wifi ...

tudo configura de forma bem facil pelo haikudepot apenas essa wifi (bcm43xx) que nao desencrenca. Por mais que esteja ali na documentação dele, um simples script pra resolver isso e ativar a placa, ela nao ativa (se alguem souber de alguma dica deixa comentado aqui !) solução: pra nao ficar sem usar online o sistema botei uma placa externa de rede com configuracao automatica, voi-lá ! tudo funcionando !


navegar no haikuOS é estranho e lembra usar um mac quadra ou um power pc daqueles antigos ... OS9, OS8 sei lá ... tudo é bem feitinho e são muito detalhistas no acabamento do sistema. mas parece um tunel do tempo. aplicacoes nao funcionam (devido a falta de suporte 32bits atualmente!) mas ele se mostra um sistema otimo pra maquinas antigas (essa minha tem mais de 12 anos e está bombando de tão rapida .

Consegui usar fritzing e arduino sem problema algum nele, uma jogadinha em 1945, e até ver uns videos baixados do youtube com o ytdownloader ... tudo macio ... Vale o teste ? sem dúvida alguma ... é produtivo ? bem... pode ser, se vc estiver com contenções de despesas .. dá pra manter num note antigo ? claro ! com toda certeza !


vida longa e prospera a esse ilustre desconhecido da maioria das pessoas de hj em dia e que ganhou uma vida extra com esse projeto incrivel que é o HaikuOS !

PS: Em breve irei trocar a placa wifi dele por uma intel e atualizo aqui nesse post !

Valeu a vc que chegou até aqui !







0 Comentários

Red Hat contrata um engenheiro de software cego para melhorar a acessibilidade no desktop Linux

A Red Hat está contratando um engenheiro de software cego para ajudar nos refinamentos de acessibilidade no GNOME, Fedora e RHEL. A acessibilidade em um desktop Linux não é um dos pontos mais fortes a serem destacados. No entanto, o GNOME, um dos melhores ambientes de desktop , conseguiu se sair melhor comparativamente (acho). Em uma postagem no blog de Christian Fredrik Schaller (Diretor de Desktop/Gráficos, Red Hat), ele menciona que eles estão fazendo sérios esforços para melhorar a acessibilidade. Começando com a contratação de Lukas Tyrychtr pela Red Hat , que é um engenheiro de software cego para liderar o esforço para melhorar o Red Hat Enterprise Linux e o Fedora Workstation em termos de acessibilidade. Entre os detaques Estado de acessibilidade no GNOME Enquanto eu mencionei que o GNOME conseguiu ter um suporte de acessibilidade decente no passado, Christian menciona o que aconteceu ao longo dos anos: O primeiro esforço conjunto para oferecer suporte à acessibilidade no Linux