Tablet mais barato do mundo pode chegar ao Brasil

A fabricante indiana DataWind pode trazer o tablet mais barato do mundo para o Brasil. A empresa quer utilizar os benefícios das leis de isenção fiscal para a produção do equipamento em terras brasilerias.

Chamado "UbiSlate" ou "Aakash", o aparelho portátil é voltado para estudantes e produzido na Índia com apoio e subsídio governamental. O modelo mais popular custa 2.500 rúpias indianas, o equivalente a R$ 87 reais. A versão 7 do UbiSlate sai por 2.999 rúpias, ou R$ 105. Para efeito de comparação, o iPad 2, da Apple, custa em média R$ 1.650 e o Galaxy Tab, da Samsung, entre R$ 999 e R$ 1.499 no Brasil.

A DataWind consegue que o produto seja mais barato, pois a estrutura dos tablets transferem o processamento para a nuvem, por meio de servidores.

O "Aakash", que já é comercializado por lá, roda o modelo 2.2 do Android, possui Wi-Fi e bateria de 2.100 mAh. Já o "Ubislate 7" chega ao mercado indiano em janeiro de 2012, e virá com Android 2.3, Wi-Fi, bateria de 3.200 mAh e também funciona como celular.

O Brasil não é o único país na mira da DataWind. Segundo o presidente da empresa, Suneet Singh Tuli, países como Tailândia, Trinidad e Tobago, Turquia, Egito, Panamá e Sri Lanka também negociam com a fabricante.

"Os ricos têm acesso ao mundo digital, os pobres têm sido excluídos. O 'Aakash' terminará com a divisão digital", afirmou o ministro das Telecomunicações e da Educação da Índia, Kapil Sibal, à Reuters, quando o país recebia 100 mil unidades do aparelho destinados a estudantes.

0 Comentários

NVIDIA dá um grande passo para melhorar sua experiência de GPU no Linux

 A grande decisão de código aberto da Nvidia para ajudar a melhorar a experiência do Linux nas GPUs NVIDIA. Linus Torvalds ficará feliz em ouvir isso… A NVIDIA finalmente anunciou uma iniciativa de código aberto para melhorar a experiência da GPU no Linux. Infelizmente, não é exatamente o que você pensa, você ainda encontrará drivers proprietários por aí. Mas é tão significativo quanto abandonar os drivers proprietários. Aqui está: a NVIDIA lançou módulos de kernel de GPU de código aberto com suporte para GPUs de data center e placas de consumidor (GeForce/RTX) . E, é licenciado sob uma licença GPL/MIT dupla, parece incrível, certo? Como isso ajuda os usuários de desktop Linux? Os módulos de kernel de GPU de código aberto ajudarão a melhorar a interação entre o kernel e o driver proprietário. Portanto, essa mudança é benéfica tanto para os jogadores quanto para os desenvolvedores , onde os aborrecimentos de trabalhar com um driver proprietário da Nvidia acabarão sendo eliminados. O anú