Empresa desenvolve comunicador instantâneo baseado no Twitter

Um aplicativo lançado por empresa brasileira de inteligência digital permite que usuários do Twitter conversem de maneira instantânea. Como o recurso ainda está em período de testes, o download tem um limite para 10 mil usuários.

A E.Life criou e desenvolveu o comunicador instantâneo Twee.li com foco em empresas que queiram aumentar as formas de relacionamento com os clientes. Porém, o aplicativo também está aberto aos consumidores finais.

“Esperamos que o aplicativo seja muito bem testado, por isso seria muito interessante que houvesse uma adoção grande por parte dos consumidores finais, pois esperamos boas sugestões de melhora”, disse Jairson Vitorino, chefe de operações de tecnologias da E.Life.

Este é o primeiro comunicador instantâneo do Twitter. Desde 2007, a E.Life está em expansão internacional. Por isso, o projeto foi criado, desde o início, em inglês.

Para os usuários, a ferramenta pode ser baixada de forma gratuita. Para as empresas, a E.Life oferece um produto completo, em que o Twee.li pode ser configurado e customizado conforme a necessidade de cada companhia, como a possibilidade de se colocar o logo da organização no próprio aplicativo.

O Twitter segue uma política pública para que parceiros desenvolvam aplicativos para o microblog. Assim, eles disponibilizam uma interface para que empresas criem ferramentas para o site.

Instalação
Para baixar o Twee.li, basta fazer o download do aplicativo no link http://twee.li/. O login e senha são os mesmos usados no Twitter. Após a instalação, é possível participar de bate-papos reservados com os contatos que o usuário segue e é seguido. O recurso permite, ainda, acompanhar os comentários postados, tuitar, retuitar e responder tweets sem precisar estar conectado na rede social.


0 Comentários

Ativando e usando o adaptador usb2hdmi com MACROSILICON no Retroarch - Linux Mint

Estava à procura de uma placa de captura baratinha para gravar camera com o OBS e jogar com o Retroarch pra usar no Linux e acabei optando pela Macrosilicon (que na sta efigênia custou R$180,00) preço mediano, mas que gerou muita dor de cabeça para ativar (no windows foi bem tranquilo e o vendedor me afirmou que também funciona no OSX) Tentei por uns 2 meses e nada ativar, mas dai consegui uma solucao que usava pruma antiga placa de captura PCI o V4L !  Vamos aos comandos para ativar: apt-get install v4l-utils ffmpeg para conferir o status dos dispositivos de video: v4l2-ctl --list-devices USB Video: USB Video (usb-0000:00:14.0-2.3): /dev/video1 ASUS USB2.0 Webcam: ASUS USB2.0 (usb-0000:00:1a.0-1.4): /dev/video0 conferindo como ficou : v4l2-ctl --all -d /dev/video1  Driver Info (not using libv4l2): Driver name   : uvcvideo Card type     : USB Video: USB Video Bus info      : usb-0000:00:14.0-2.3 Driver version: 4.15.18 Capabilities  : 0x84200001 Video Capture Stream