25 anos de Tetris


Há quase 25 anos, em junho de 1984, o pesquisador russo de inteligência artificial Alexey Pajitnov criava a primeira versão oficial de um dos jogos eletrônicos mais populares de todos os tempos. O Tetris nasceu em Moscou, Rússia, no meio da Guerra Fria, como um teste em computadores russos. Mal sabiam seus criadores que o game estava destinado ao estrelato.

Tetris alcançou os Estados Unidos em 1986 e, daí, o mundo. O game já vendeu mais de 125 milhões de cópias para 30 plataformas diferentes, desde seu nascimento. O sucesso foi tão grande para um jogo aparentemente simples, que pesquisadores começam a investigar sua história, tentando descobrir qual o segredo de tanta popularidade, noticiou o site The Guardian.

“O desafio para nós é apenas continuar o crescimento da franquia”, declarou Adam Sussman, vice-presidente da divisão de aparelhos móveis da Electronic Arts, que detém os direitos exclusivos do jogo para a plataforma móvel ao site Information Week. “Nossa esperança é de que o negócio evolua para os smartphones e para as lojas de aplicativos, e então as pessoas poderão encontra-lo e compra-lo, e veremos uma grande audiência consumi-lo”, completou.

Pajitnov atribui o sucesso do jogo à sua simplicidade e ao enorme contraste que possui em relação a uma série de jogos que envolvem violência e outros comportamentos ruins. Henk Rogers, o empresário da área de jogos que introduziu o programa nos Estados Unidos em 1986, estaria trabalhando em uma versão de Jogos Olímpicos de Tetris, que deve acontecer na internet no ano que vem. De acordo com o site SF Gate, o Tetris também entrou para o Guiness, o livro dos recordes, ao se tornar o jogo mais portado e com o maior número de variantes oficiais e não-oficiais.

“O jogo tem um tipo de espírito criativo ao invés da destruição que você encontra em jogos de tiro e na maioria dos outros títulos. Nele você cria algo”, diz Pajitnov. “Você pega o caos das peças caindo aleatoriamente e as coloca juntas em um tipo de ordem. Isso dá às pessoas um ótimo sentimento”, declara contente.

Sem data para ser abandonado ou descontinuado, o Tetris ganha periodicamente novas versões e novos visuais. São jogos para PC, consoles, celulares e outros aparelhos, gratuitos e pagos, mas que ainda trazem a mesma emoção e empolgação de 25 anos atrás. Desde seu lançamento para iPod e iPhone na Apple Store, em 2005, o jogo já se tornou um dos 10 mais baixados de todos os tempos.

0 Comentários

NVIDIA dá um grande passo para melhorar sua experiência de GPU no Linux

 A grande decisão de código aberto da Nvidia para ajudar a melhorar a experiência do Linux nas GPUs NVIDIA. Linus Torvalds ficará feliz em ouvir isso… A NVIDIA finalmente anunciou uma iniciativa de código aberto para melhorar a experiência da GPU no Linux. Infelizmente, não é exatamente o que você pensa, você ainda encontrará drivers proprietários por aí. Mas é tão significativo quanto abandonar os drivers proprietários. Aqui está: a NVIDIA lançou módulos de kernel de GPU de código aberto com suporte para GPUs de data center e placas de consumidor (GeForce/RTX) . E, é licenciado sob uma licença GPL/MIT dupla, parece incrível, certo? Como isso ajuda os usuários de desktop Linux? Os módulos de kernel de GPU de código aberto ajudarão a melhorar a interação entre o kernel e o driver proprietário. Portanto, essa mudança é benéfica tanto para os jogadores quanto para os desenvolvedores , onde os aborrecimentos de trabalhar com um driver proprietário da Nvidia acabarão sendo eliminados. O anú