25 anos de Tetris


Há quase 25 anos, em junho de 1984, o pesquisador russo de inteligência artificial Alexey Pajitnov criava a primeira versão oficial de um dos jogos eletrônicos mais populares de todos os tempos. O Tetris nasceu em Moscou, Rússia, no meio da Guerra Fria, como um teste em computadores russos. Mal sabiam seus criadores que o game estava destinado ao estrelato.

Tetris alcançou os Estados Unidos em 1986 e, daí, o mundo. O game já vendeu mais de 125 milhões de cópias para 30 plataformas diferentes, desde seu nascimento. O sucesso foi tão grande para um jogo aparentemente simples, que pesquisadores começam a investigar sua história, tentando descobrir qual o segredo de tanta popularidade, noticiou o site The Guardian.

“O desafio para nós é apenas continuar o crescimento da franquia”, declarou Adam Sussman, vice-presidente da divisão de aparelhos móveis da Electronic Arts, que detém os direitos exclusivos do jogo para a plataforma móvel ao site Information Week. “Nossa esperança é de que o negócio evolua para os smartphones e para as lojas de aplicativos, e então as pessoas poderão encontra-lo e compra-lo, e veremos uma grande audiência consumi-lo”, completou.

Pajitnov atribui o sucesso do jogo à sua simplicidade e ao enorme contraste que possui em relação a uma série de jogos que envolvem violência e outros comportamentos ruins. Henk Rogers, o empresário da área de jogos que introduziu o programa nos Estados Unidos em 1986, estaria trabalhando em uma versão de Jogos Olímpicos de Tetris, que deve acontecer na internet no ano que vem. De acordo com o site SF Gate, o Tetris também entrou para o Guiness, o livro dos recordes, ao se tornar o jogo mais portado e com o maior número de variantes oficiais e não-oficiais.

“O jogo tem um tipo de espírito criativo ao invés da destruição que você encontra em jogos de tiro e na maioria dos outros títulos. Nele você cria algo”, diz Pajitnov. “Você pega o caos das peças caindo aleatoriamente e as coloca juntas em um tipo de ordem. Isso dá às pessoas um ótimo sentimento”, declara contente.

Sem data para ser abandonado ou descontinuado, o Tetris ganha periodicamente novas versões e novos visuais. São jogos para PC, consoles, celulares e outros aparelhos, gratuitos e pagos, mas que ainda trazem a mesma emoção e empolgação de 25 anos atrás. Desde seu lançamento para iPod e iPhone na Apple Store, em 2005, o jogo já se tornou um dos 10 mais baixados de todos os tempos.

0 Comentários

Opera GX não tem pra Linux (mas isso nao faz diferença!)

 Opera GX tem alguns recursos muito interessantes, como  o controle GX . Que são uma série de utilitários  com os quais você não precisa fechar programas para obter mais desempenho da máquina direcionando recursos para outro software. No lugar disso,o GX Control você pode escolher quanta RAM, quanto tempo de CPU e quanta rede o navegador terá disponivel. Assim,  largura de banda, recursos de memória e CPU  destinados aos jogos não seriam prejudicados. E você pode pensar ... o Opera GX existe para o Linux ? (Claro que não tem!) Mas tudo bem, fazer esses ajustes no GNU / Linux você não precisa do GX Control, ele se vira com o que tem. O seu terminal ! Vamos lá ! Limite a largura de banda: Para limitar a largura de banda ou o uso da rede que um processo ou programa faz em seu Linux, também existem várias opções. Um deles é usar o programa trickle, outro é o wonderershaper. Você deve instalar os dois pacotes, pois eles não são pré-instalados nas distros por padrão. Quanto ao uso, você pode