Sonda solar Ulysses concluirá operações após 17 anos de atividades


A missão de prospecção solar da sonda Ulysses, uma operação conjunta da Agência Espacial Americana (Nasa) e da Agência Espacial Européia (ESA), concluirá suas operações no mês que vem, após 17 anos de atividades, informou hoje o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa.
A sonda, cujo objetivo era analisar a heliosfera, já cumpriu atividades quase quatro vezes superiores às previstas inicialmente, assinalou a agência espacial americana.

No entanto, os cientistas indicaram que porão fim a suas operações no início do mês que vem, devido a uma redução da energia produzida por seus geradores.

"A Ulysses mudou para sempre a forma como os cientistas estudam o sol e seus efeitos sobre o espaço que lhe rodeia", disse.

"O propósito central foi estudar, de todos os ângulos, a heliosfera, que é a enorme bolha criada pelos ventos solares", indicou Ed Smith, diretor do projeto da JPL.



"Durante sua longa vida, a Ulysses redefiniu nossos conhecimentos sobre a heliosfera e respondeu perguntas sobre nossa vizinhança solar", acrescentou.

Uma das principais descobertas da sonda foi a revelação de que o campo magnético que surge dos pólos solares é muito mais frágil do que se achava.

Para levar a cabo essa tarefa, os 10 instrumentos da Ulysses foram fabricados com materiais resistentes ao intenso calor e à radiação.

"Durante quase duas décadas de observações científicas, aprendemos muito mais do que esperávamos sobre nossa estrela e sobre a forma como interage com o espaço circundante", disse Richard Marsen, cientista do projeto e diretor da missão para a Agência Espacial Européia.

Nos últimos anos, e à medida que a sonda concluía sua viagem de 8,6 bilhões de quilômetros, a provisão de energia começou a decair, apesar dos esforços dos engenheiros para conservá-la mediante ordens transmitidas da Terra.

"A provisão de energia se reduziu agora a tal ponto que o combustível muito em breve se congelará nos dutos da nave", indicou a JPL.

"A tristeza que eu posso estar sentindo é pequena em comparação com o orgulho de ter trabalhado em uma missão tão magnífica. Embora suas operações terminem, as descobertas científicas da Ulysses persistirão durante muitos anos", acrescentou Nigel Angol, um dos diretores da missão.

A Ulysses partiu rumo à heliosfera a bordo do ônibus espacial Discovery, em 6 de outubro de 1990.

maiores detalhes sobre o projeto aqui

0 Comentários

Opera GX não tem pra Linux (mas isso nao faz diferença!)

 Opera GX tem alguns recursos muito interessantes, como  o controle GX . Que são uma série de utilitários  com os quais você não precisa fechar programas para obter mais desempenho da máquina direcionando recursos para outro software. No lugar disso,o GX Control você pode escolher quanta RAM, quanto tempo de CPU e quanta rede o navegador terá disponivel. Assim,  largura de banda, recursos de memória e CPU  destinados aos jogos não seriam prejudicados. E você pode pensar ... o Opera GX existe para o Linux ? (Claro que não tem!) Mas tudo bem, fazer esses ajustes no GNU / Linux você não precisa do GX Control, ele se vira com o que tem. O seu terminal ! Vamos lá ! Limite a largura de banda: Para limitar a largura de banda ou o uso da rede que um processo ou programa faz em seu Linux, também existem várias opções. Um deles é usar o programa trickle, outro é o wonderershaper. Você deve instalar os dois pacotes, pois eles não são pré-instalados nas distros por padrão. Quanto ao uso, você pode